Seminário: “50 anos do Golpe Militar: repressão, memória e transição”

banner_dani_tega_cvmu_140410_web

Imagem | Posted on por | Deixe o seu comentário

Mesa-redonda “O Golpe de 1964 e a educação”

cartaz-site-golpe-64

Imagem | Posted on por | Deixe o seu comentário

Na “Mantega”: uma experiência de festa popular e democrática

Por Willians Santos*
 

O Carnaval passou, muitas coisas aconteceram desde então. Mas algo permance na memória dos moradores da região da Vila Industrial que nos ensina sobre a experiência de construção da democracia justo em um período no Brasil em que ocorre restrição deartigoWill direitos político e clamor pela volta da ditadura e da tortura.

Quem nunca foi a região da Vila Industrial na Zona Leste de São Paulo, aparecer por acaso e perguntar sobre a história do bairro aos seus moradores, certamente ouvirá entre os mais antigos que as casas foram construídas em mutirão no início dos anos 1990 e que a localidade convive com a violência e a pobreza. Mas, independentemente da geração, também irá saber da festa de Carnaval que ocorreu este ano, considerado marco histórico para a população local. Não são poucos os que descrevem nunca ter havido nada desse porte na história da comunidade reunindo diversas gerações e sem ser direcionada a apenas um grupo. Continuar a ler

Publicado em Artigos, Artigos de opinião | Deixe o seu comentário

Continuando as reflexões sobre as possibilidades emancipadoras da escola e da educação

Por Sara Badra de Oliveira*
 

Hoje li um belo texto produzido pelo meu amigo Ricardo Festi, em que ele responde à instigante pergunta que lhe foi feita por um aluno: “professor, por que você tem falado tanto em ditadura?”. Inevitavelmente, como pesquisadora e professora, ocorreu-me uma série de questões que julgamos interessante postar aqui para continuar a fomentar o debate. Este texto deve ser lido então, primeiramente, em diálogo constante com o texto anterior de Ricardo Festi.

Sugiro a todos aqueles que se interessarem em refletir um pouco mais sobre uma nova forma de organizar a escola (que a coloque em contato com a realidade social da luta de classes e justamente por isso a faça viver as contradições sociais e a posicionar-se efetivamente em um projeto societário libertador) que se dediquem a conhecer a experiência do Instituto de Educação Josué de Castro, do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST), que agora vem reunida neste livro:

escola_em_movimento

Obviamente há toda uma discussão das contradições dessa experiência, pois se trata de uma escola inserida na realidade de um movimento social que busca coadunar a mudança da “forma escola” com a mudança social, mas ao mesmo tempo inserida em uma sociedade de classes, o que fica ainda mais nítido quando vamos pensar nas escolas dos assentamentos, muitas das quais são reconhecidas pelo Estado. Continuar a ler

Publicado em Artigos, Artigos de opinião | Deixe o seu comentário

Denúncia de censura a livro sobre a Ditadura em Piracicaba

Um livro sobre a ditadura militar em Piracicaba produzido por um coletivo de jornalistas e pesquisadores foi BOICOTADO quando estava prestes a ser publicado pelo Instituto Histórico e Geográfico de Piracicaba. 

“Ao contrário do que muitos imaginam, o golpe militar produziu efeitos nas cidades médias e pequenas, embora poucos estudos existam sobre elas. Em Piracicaba, houve prisões, censura, pressões, constrangimentos, cassações políticas, pessoas que perderam seus empregos, relações de proximidade entre as forças repressivas e o empresariado, muitos foram vigiados e monitorados ao longo dos anos sem explicação.”

Para maiores informações existem 2 links abaixo com maiores esclarecimentos:

Publicado em Uncategorized | Deixe o seu comentário

Professor, por que você tem falado tanto em ditadura?

Por Ricardo Colturato Festi*
 

A pergunta que serviu de título a este artigo foi feita por um aluno na semana passada. Desde que se iniciou o ano letivo, tanto as minhas aulas para os segundos e terceiros anos do ensino médio, como a maioria das minhas postagens nas redes sociais e no blog que mantenho regularmente abordaram as temáticas relacionadas à ditadura militar brasileira. Nesse sentido, num primeiro momento, achei descabido o questionamento do aluno, visto que, neste ano de 2014, completam-se 50 anos do golpe militar empreendido contra um governo democrático no Brasil o que levou o país a 21 anos de ditadura, ou seja, a justificativa para se trabalhar esse tema é mais que evidente, sem contar que, em decorrência desse cinquentenário, muito provavelmente, os próximos vestibulares se salao-humor-piracicaba-02utilizarão dele também.

Mas depois de uma primeira reação, pautada na obviedade, começou a ficar evidente que a questão era muito mais complexa, o que me remeteu a outra: por que um adolescente entre 15 e 18 anos tem que se preocupar tanto com um regime político que terminou há quase trinta anos, quando, talvez, nem mesmo seus pais haviam nascido?

Por não se tratar de algo tão simples, escrevo este pequeno texto para responder ao meu aluno e refletir sobre a sua problemática. A verdade é que nem a data histórica, muito menos as pressões dos vestibulares são as razões de falar tanto sobre a ditadura. A importância do tema reside não no passado, mas no presente e, sobretudo, no futuro. Trata-se da sociedade em que vivemos e para onde queremos caminhar. Continuar a ler

Publicado em Artigos, Artigos de opinião | 16 Comentários

A literatura negra e periférica no Brasil. Entrevista com autor de tese

Divulgamos a entrevista com o prof. Mário Augusto Medeiros da Silva, do Instituto de Filosofia e Ciências Humanas (IFCH) da UNICAMP, discutindo sua tese “A descoberta do insólito: literatura negra e literatura periférica no Brasil (1960-2000)”.

Publicado em Outros | Deixe o seu comentário