Programação do MIS – Abril

PROGRAMAÇÃO CIRCUITO MIS DE CINEMA

        ABRIL

CICLO: ”BRASIL NAS TELAS” – Cinema Fantástico
Curadoria: Robson Clério
“Curtas de DIMITRI KOZMA”
Dia: 06 / 04 / 12 (sexta-feira) – 19h – Debate após a Exibição
A DOR – 10 min
O COLECIONADOR (Animação) – 1min
DEPOIS DA MEIA NOITE – 5 min43 seg
VALENTINA – (Animação) – 1 min
ENTRE ESPELHOS E SOMBRAS – 19 min 33 seg
ART GALERY GAME (Animação) – 1 min 20 seg
NECHORUME – Direção: Geisla Fernandes e Dimitri Kozma – 11 min
MEU CORAÇÃO – 1 min

“MOSTRA CURTAS”

Dia: 07 / 04 / 12
(sábado) – 16h – Debate após a Exibição
APARÊNCIAS – Direção Liz Marins – 7 min 21 seg
A MALETA – Direção: Rodrigo Brandão – 15 min 24 seg
A ERA DOS MORTOS – Direção: Rodrigo Brandão e Micael Holderbaum – 40 min 50 seg
A HISTÓRIA DE LIA – Direção: Rubens Melo – 12 min 58 seg
ZOMBIO – Direção: Petter Baiestorf – 45 min
TALVEZ AMANHÃ – Direção: Robson Clério – 5 min
PRODUÇÃO: Carlos Tavares |
Robson Clerio
CICLO:  “CINEMA & LITERATURA”
Curadoria:  Ricardo Pereira
“A LETRA ESCARLATE” – “Der scharlachrote Buchstabe”
Dia: 07 / 04 / 12 (sábado) – 19h30min – Debate após a Exibição
Direção: Wim Wenders
Ano: 1973 – (Alemanha/ Espanha)
Elenco: Senta Berger, Hans Christian Blech, Lou Castel, Yelena
Samarina, Yella Rottländer, William Layton, Alfredo Mayo, Ángel
Álvarez, Laura Currie
Sinopse: Adaptação de Wim Wenders do romance homônimo de Nathaniel
Hawthorne, contando a história de Hester, que vive um amor adúltero
com o reverendo Dimmesdale e que, por ser adúltera, é marginalizada
pela comunidade puritana em que vive (Salem, no século XVIII) e
forçada a usar a letra “A” nos vestidos. Intolerância e paixão num dos
mais belos clássicos da literatura mundial.

78 min
CICLO: ” DIVERSIDADE CULTLURAL, outras linguagens, outros olhares”
Curadoria: Adriano de Jesus
“ALTIPLANO” –  “Altiplano ”
Dia: 13 / 04 / 12 (sexta-feira) – 19h – Debate após a Exibição
Diretor(es):  Peter Brosens, Jessica Woodworth

Ano: 2009  – (Bélgica)

Elenco: Magaly Solier, Jasmin
Tabatabai, Olivier Gourmet,  Edgar Condori, Behi Djanati Atai

Sinopse: Grace, fotógrafa de guerra,
desiste de sua profissão após um trágico incidente no Iraque. Seu
marido belga, o cirurgião oftálmico, Max, trabalha em uma clínica na
Cordilheira dos Andes, no Peru. Perto de lá, um trágico vazamento de
mercúrio em uma mina contamina os camponeses de Turubamba. Uma das
vítimas é o noivo da jovem Saturnina, Ignácio que morre intoxicado. Os
moradores, indignados, culpam os médicos estrangeiros e, na revolta,
Max também é morto. Enquanto Grace parte para uma jornada de luto rumo
ao Peru, Saturnina decide adotar medidas drásticas para protestar aos
maus-tratos contra as eternas violências contra seu povo e sua terra.
É quando seus destinos se cruzam por acaso.
109 min
“A QUE DISTÂNCIA”-  “Qué Tan Lejos”

Dia: 14 / 04 / 12 (sábado) – 16h – Debate após a Exibição
Direção: Tania Hermida

Ano: 2006 – (Equador)

Elenco: Tania Martinez,
Cecilia Vallejo, Pancho Aguirre, Fausto Miño

Sinopse: Enquanto viajam pelas montanhas de Cuenca,
no Equador, duas garotas mergulham numa jornada de auto-descoberta.
Esperanza, uma turista espanhola que vai conhecer as paisagens da
região, mas acaba conhecendo Tristeza, uma universitária equatoriana
politizada que está viajando entre duas cidades do Equador a fim de
impedir o casamento de seu namorado. A jornada as ensinará que existe
um mundo além de suas vidas cotidianas. Muitas coincidências marcam a
viagem das jovens, que chegam a percorrer trechos a pé quando uma
greve de ônibus paralisa o país. Esperanza quer aventuras, enquanto
Tristeza não se deixa influenciar, pois é muito crítica em relação a
seu país. Durante o percurso, ambas encontram diferentes personagens,
como o rapaz que cumpre o último desejo de sua avó, o de ter suas
cinzas jogadas no rio Tomebamba. Há ainda o motociclista indígena que
oferece carona a uma das jovens, e o animado cuencano que mora em
Quito e retorna à cidade para o casamento de um amigo. E entre
diversas outras figuras marcantes e interessantes nesta jornada cheia
de reviravoltas e reflexões.

93 min
CICLO:  “MÚSICA – CineBiografia”
A proposta é,  em princípio, trazer a dimensão histórica da linguagem
musical, propiciando experiências sonoras  diferentes que contribuam
para o amadurecimento da percepção auditiva.
Curadoria:  Alberto Cohon
“AMADEUS” – “Amadeus”
Dia: 14 / 04 / 12 (sábado) – 19h30min – Debate após a Exibição
Direção: Milos Forman
Ano: 1984 – (EUA)
Elenco: F. Murray Abraham, Tom Hulce, Elizabeth Berridge, Simon
Callow, Roy Dotrice, Christine Ebersole,    Jeffrey Jones,    Charles
Kay, Kenny Baker, Lisabeth Bartlett, Barbara Bryne,  Martin Cavina,
Roderick Cook, Milan Demjanenko, Peter DiGesu.
Sinopse: O ano é 1781 e Antônio Salieri (F. Murray Abraham)é o
competente compositor a serviço do imperador. Mas quando Mozart (Tom
Hulce) é apresentado á corte, Salieri se surpreende ao descobrir que
todos os talentos musicais que sempre desejou foram dados a um moleque
brincalhão. Enlouquecido pela a inveja, Salieri não medirá esforços
para destruir Mozart. Nem que para isso seja preciso matá-lo. Amadeus
é uma suntuosa produção de uma época em que brilhou toda maestria da
divina música de Wolfgan Amadeus Mozart. Grande vencedor do Oscar de
1984 com 8 Oscar, incluindo Melhor Filme, Melhor Ator (F.Murray
Abraham), Melhor Diretor (Milos Forman), e melhor roteiro adaptado,
Amadeus é a empolgante história de um gênio da música. Baseado Em Peça
De Peter Shaffer.

158 min
PROGRAMAÇÃO ESPECIAL
Semana do Índio
CINEASTAS INDÍGENAS
Realização: Vídeo nas  Aldeias / Ponto de Cultura Vídeo nas Aldeias
Programa Cultura Viva – MINC
Curadoria: Célio Turino

16/abril – 19 h – HUNI KUI
Xinã Bena ( Novos Tempos) 2006 – 52 min

Sinopse: Dia- a- dia da aldeia Huni
Kui de São Joaquim, no estado do Acre. Augustinho,  Pajé patriarca da
aldeia, sua mulher e seu sogro relembram o cativeiro nos seringais e
festejam os novos tempos. Agora, com as terras demarcadas, eles podem
ensinar suas tradições.
Huni Meka ( Os cantos do cipó ) 2006 – 25min

Sinopse: Uma conversa sobre cipó ( aiauasca) ,
“miração” e cantos. A partir de uma pesquisa do Professor Isaías Sales
ibâ sobre os cantos do povo Huni Kui, os índios resolvem reunir os
mais velhos para gravar um CD e publicar um livro.

17/abril – 19 h – ASHANINKA
Shomõtsi  2001 – 42 min

Sinopse: Crônica do cotidiano d
Shomõtsi, um Ashaninka da aldeia Apiwtxa no rio Amônia, Acre, na
fronteira do Brasil com o Peru. Professor e um dos cineastas da
aldeia, Valdete retrata o seu rio, turrão e divertido.
A gente luta mas come fruta  2006 – 39 min

Sinopse: O manejo agroflorestal realizado
pelos Ashaninka de Apiwtxa. No filme eles mostram seu trabalho para
recuperar os recursos da sua reserva e repovoar seus rios e suas matas
com espécies nativas; e também sua luta contra os madeireiros que
invadem sua área na fronteira com o Peru.

18/abril – 19 h – XAVANTE
Wapté Mnhõnõ  ( A iniciação do jovem Xavante ) – 1999 – 52 min

Sinopse: Wapté Mnhõnõ, o ritual de iniciação do guerreiro
Xavante exige atenção de toda a aldeia, e paciência e disciplina dos
meninos. No final, a furação de orelhas sacramenta a sua passagem para
a vida adulta. Quatro cineastas Xavante e um Suyá realizam esta
produção.
Wai’ã Rini  ( O Poder do Sonho )  –  2001 – 48 min

Sinopse: A iniciação espiritual do jovem Xavante
se dá na festa do Wai’ã. Depois de muitas provações os meninos
desmaiam e sonham, entrando em contato com o mundo dos espíritos. O
diretor Divino Tserewahú revela o que pode ser mostrado desta festa
secreta dos homens.

19/abril – 17 h – KUIKURO
Imbé Gikegü  ( O Cheiro de pequi ) – 2006 – 36 min

Sinopse: Ligando o passado ao presente, os
realizadores Kuikuro contam uma história de perigos e prazeres, de
sexo e traição, onde homens e mulheres, beija-flores e jacarés
constroem um mundo comum.
Nguné Elü ( O dia em que a lua menstruou ) – 2004 – 28 min

Sinopse: Durante uma oficina de vídeo na aldeia
Kuikuro, no alto Xingu, ocorre um eclipse. De repente tudo muda. Os
animas se transformam. O sangue pinga do céu como chuva. É preciso
cantar e dançar.

19/abril – 19 h – PANARÁ
Kiarãsã Yõ sãty  ( O amendoim da cutia ) – 2005 – 15 min

Sinopse: O cotidiano da aldeia Panará na colheita
do amendoim, apresentado por um jovem professor, uma mulher pajé e o
chefe da aldeia, numa mescla de tradição e modernidade.
Priara Jô ( Depois do ovo, a guerra ) –  2008 – 15 min

Sinopse: As crianças Panará apresentam seu
universo e dia de brincadeiras na aldeia. O tempo da guerra acabou,
mas ainda continua vivo no imaginário das crianças.
CICLO: ” ESTADO E SOCIEDADE NA AMÉRICA LATINA”
Arte e barbárie no Chile
Curadoria: Cineclube INVERT
“O DIREITO DE VIVER EM PAZ”  – “El derecho de vivir en paz ”
Dia: 20 / 04 / 12 (sexta-feira) – 19h – Debate após a Exibição
Direção: Carmen Luz Parot
Ano: 1999 – (Chile)
Sinopse: O documentário faz um paralelo entre a história de Víctor
Jara, diretor de teatro e músico, e as transformações sociais no
Chile: a migração campo-cidade na década de 1950, o crescimento dos
cinturões de pobreza em torno da capital, a explosão cultural dos anos
60 no Chile e o golpe militar de 1973, marcado pelo abuso de poder, a
barbárie e os crimes do Estado fascista.

100 min
“NOSTALGIA DA LUZ”- “Nostalgia De La Luz ”

Dia: 21 / 04 / 12 (sábado) – 16h –
Debate após a Exibição
Direção: Patricio Guzmán

Ano: 2010  – (Chile/Alemanha/França)
Sinopse: No deserto do Atacama no Chile, os astrônomos investigam a
fundo buscando respostas sobre a origem da vida. Enquanto isso, grupos
de mulheres caminham pela areia buscando os restos de seus parentes
levados pelo regime de Pinochet.

94 min
CICLO:  “Horror Clássico”
Curadoria:  Sinistro
“SUSPIRIA” – “Suspiria”
Dia: 21 / 04 / 12 (sábado) – 19h30min – Debate após a Exibição
Direção: Dario Argento
Ano: 1077 – (Itália)

Elenco: Jessica Harper,  Stefania Casini, Flavio Bucci, Miguel
Bose, Barbara Magnolfi, Udo Kier, Alida Valli

Sinopse: Uma novata em uma elegante academia de balé percebe, aos
poucos, que a escola é na verdade uma fachada para um mundo sinistro e
bizarro, cujo objetivo é promover caos e destruição. Suspiria” é um
filme tido pelos seguidores do diretor como um dos trabalhos de horror
mais assustadores de todos os tempos, menos por seu enredo e mais pelo
clima sombrio e opressivo, criado a base de visual estilizado e música
minimalista.
98
min
PROGRAMAÇÃO ESPECIAL
Curadoria: WWW.blogErratão.spaceblog.com.br
“VELVET GOLDMINE” – “”
Dia: 25 / 04 / 12 (quarta-feira) – 19h – Debate após a Exibição
Direção: Todd Haynes
Ano: 1998 – (Reino Unido)
Elenco: Christian Bale, Jonathan Rhys Meyers, Ewan McGregor, Toni
Collette, Wash Westmoreland, Eddie Izzard,
Sinopse: O enredo do filme conta a história do jornalista Arthur
Stuar), que em 1984 é designado pelo jornal em que trabalha para
descobrir o paradeiro do controverso cantor de glam rock Brian Slade,
que nos anos 70 forjou a sua morte no auge da carreira para se ver
livre da pressão que sentia. Daí em diante somos levados a um mundo
cheio de glitter, sexo livre e muito rock´n´roll que fazia Londres
fervilhar na década de 70. Apesar de Velvet Goldmine apresentar um
panorama sobre o glam rock britânico, todos os personagens mostrados
no filme são fictícios, tendo sido inspirado em alguns dos líderes do
gênero da época, como David Bowie e Iggy Pop.

123 min
CICLO: ”O CINEMA DE ALMODOVAR”
Curadoria: Antonio Joaquim Andrade
“PEPI, LUCI, BOM E OUTRAS GAROTAS DE MONTÃO ” – “Pepi, Luci, Bom y
otras chicas del montón”

Dia: 27 / 04 / 12
(sexta-feira) – 19h – Debate após a Exibição
Direção: Pedro Almodóvar
Ano: 1980 – (Espanha

Elenco: Carmen Maura, Félix
Rotaeta, Olvido Gara, Eva Siva, Concha Grégori, Fabio McNamara,
Assumpta Serna, José Luis Aguirre, Blanca Sánchez

Sinopse: Primeiro filme de Almodóvar a fazer
carreira comercial, trata-se de uma alegoria na qual três mulheres de
diferentes idades, que vivem em Madri, passam por situações das mais
bizarras na era punk espanhola. Pepi (Carmen Maura) é uma mulher
louca, que faz tudo muito depressa. Bom (Olvido Gara), uma sádica
líder do grupo Bomitoni, é sua melhor amiga. Um dia conhece Luci (Eva
Siva), a esposa sadomazoquista de um policial que violentou Pepi ao
encontrar vasos de maconha em seu apartamento. Nasce entre as três uma
grande amizade, ou algo mais, e juntas vivem um período diferente em
suas vidas.
82
min
“QUE FIZ EU PARA MERECER ISTO?” – “Qué He Hecho Yo Para Merecer Esto?”
Dia: 28 / 04 / 12 (sábado) – 16h – Debate após a Exibição
Direção: Pedro Almodóvar
Ano: 1984 – (Espanha)
Elenco: Carmen Maura, Luis Hostalot, Ryo Hiruma, Ángel De Andrés
López, Gonzalo Suárez, Verónica Forqué, Juan Martínez

Sinopse:  Gloria (Carmen Maura) é uma dona
de casa infeliz, que é casada com Antônio (Ángel de Andrés López), um
motorista de táxi grosseiro e infiel. Gloria é obrigada a trabalhar
incessantemente para sustentar a família, que é ainda composta por um
filho traficante, uma sogra exploradora e outro adolescente, que ela
decide vender ao seu dentista. Para completar Gloria, que é viciada em
remédios para dormir, entra numa fase de abstinência e passar a perder
o controle.
97 min
CICLO:  “It’s Only Rock’n Roll”
Curadoria:  Alfeu Da Costa Filho
“THE ROLLING STONES – ONE PLUS ONE”
Dia: 28 / 04 / 12 (sábado) – 19h30min – Debate após a Exibição
Direção: Jean – Luc-Godard
Ano: 1968 – (Inglaterra)
Elenco:  Mick Jagger, Brian Jones, Keith Richards, Charlie Watts, Bill
Wyman, Anne Wiazemsky, Iain Quarrier, Frankie Dymon, Sean Lynch, Danny
Daniels, Roy Stewart

Sinopse: Godard oferece cenas da banda Rolling Stones gravando a
música “Sympathy For The Devil” entrelaçadas a cenas de jovens
revolucionários franceses discutindo assuntos como pornografia,
racismo, marxismo, o movimento black power, entre outros assuntos. A
lenta evolução do processo de criação da canção dos Stones,
detalhadamente demonstrado no filme, serve como contraponto,
permitindo ao diretor injetar comentários políticos e metafísicos à
natureza do cinema, como também à música moderna de então e sua
relevância política. O genial e controvertido cineasta faz um cinema
ensaio, montagem dialética, provocador e que, ainda hoje, desafia a
ditadura estética do padrão global de qualidade.
96 min

LOCAL
Museu da Imagem e do Som – Campinas
Palácio dos Azulejos
Rua: Regente Feijó, 859
Programação sujeita a alterações
Entrada Franca (40 lugares)

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Dicas Culturais com as etiquetas , . ligação permanente.

Deixar o seu comentário.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s